Pesquisar neste blog:

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Pearl Jam na Apoteose - Como foi o show

Este post vai falar do show maravilhoso ocorrido neste domingo, 06 de novembro, no Rio de Janeiro, Praça da Apoteose. Depois de seis anos de espera, o público carioca reencontrou o Pearl Jam, e saudou-os com uma calorosa recepção. A banda nos presenteou com uma apresentação fantástica, 30 canções em um set list recheado de sucessos, grandes homenagens e muito rock and roll.

Por volta das 19h, com a Apoteose ainda a meia boca, a banda de abertura, X, entrou no palco com seu punk legal, mas que não foi suficiente para empolgar a plateia. O público teve reação de morna a fria para com a banda, que tocou por 40 minutos suas músicas, com direito a um cover de Jerry Lee Lewis.
A banda X no palco, abrindo para o Pearl Jam
Previsto para começar às 20h, o show principal da noite acabou atrasando por volta de meia hora. Mas a banda entrou com tudo, com uma música do seu último disco, para a seguir detonar uma sequência de três músicas que esquentaram os ânimos, meio que preparando para um grande momento com "Given To Fly", cantada a plenos pulmões por todos. A sequência com "Even Flow" e "Daughter" também teve grande reação da plateia e Eddie Vedder se animou a puxar o coro iniciado pelo público. Logo nas primeiras músicas, fiquei com receio de que seria um show com repertório meio alternativo, muitos Lados B, mas depois desta sequência, percebi que teríamos mais um grande show...
Pearl Jam na Apoteose
Uma sequência de canções não tão conhecidas e mesmo assim o público se manteve animado. "Immortality", um pedido meu do outro post, foi atendido, mas pouca gente lembrava dela (tocou na rádio na época do lançamento do "Vitalogy" - nos tempos que o Rio tinha rádio que tocava rock...). No final da primeira parte do show, "Why Go" e "Rearviewmirror" (outro pedido meu atendido!) animaram bastante com performances arrasadoras da banda.
Pearl Jam inspirado na Apoteose
O primeiro bis começa com Vedder apresentando o baterista Matt Cameron, adequadamente saudado pelo público, e juntos tocaram a linda "Just Breathe", que sempre me lembra a trilha sonora do filme "Na Natureza Selvagem", composta por Vedder (a canção deste disco que vinha sendo tocada na turnê não foi lembrada aqui no Rio). A seguir, o vocalista presta bela homenagem ao seu grande amigo Johnny Ramone (Vedder disse que pensa no amigo todos os dias), com a canção "Come Back" e o grande cover "I Believe In Miracles", que foi muito bem recebida pelo público. Em 2005, quando eles tocaram este clássico dos Ramones, senti que pouca gente se animou, mas desta vez muitas pessoas cantaram junto. No final desta segunda parte, "Do The Evolution" acabou até ofuscada pela maravilhosa "Jeremy": a galera cantou tudo, fez corinho e continuou cantando enquanto a banda descansava para a parte final. Pra mim, o momento mais bonito do show.

Na parte final do show, um cover do Pink Floyd surpreendeu (muita gente esperava um cover do The Who) e agradou bastante, mas os sucessos que vieram a seguir deixaram todos extasiados, especialmente com a sequência "Better Man" (o público sempre canta junto esta), "Black" e "Alive". Após o tradicional cover de Neil Young, "Rockin' In The Free World", as luzes se acenderam e diversas pessoas acharam que o show acabou (foram embora inclusive...), mas a banda ainda emendou mais duas: "Indifference", bem acústica, e o final com "Yellow Ledbetter".
A banda reconhece o público fantástico da Apoteose
Depois de duas horas e meia de show, todos saíram satisfeitos, realizados. Dos que viram as duas apresentações, a de 2005 e esta, fica difícil dizer qual foi melhor. Vou ficando com esta segunda, pois os momentos inesquecíveis estão mais frescos na memória. Que o Pearl Jam também guarde estes momentos e não fique tanto tempo sem retornar. Seu público merece!

Set list do show:
1 - "Unthought Know" ("Backspacer")
2 - "Last Exit" ("Vitalogy")
3 - "Blood" ("Vs")
4 - "Corduroy" ("Vitalogy")
5 - "Given To Fly" ("Yield")
6 - "Nothingman" ("Vitalogy")
7 - "Faithfull" ("Yield")
8 - "Even Flow" ("Ten")
9 - "Daughter" ("Vs")
10 - "Habit" ("No Code")
11 - "Immortality" ("Vitalogy")
12 - "The Fixer" ("Backspacer")
13 - "Got Some"  ("Backspacer")
14 - "Elderly Woman Behind The Counter In A Small Town" ("Vs")
15 - "Why Go" ("Ten")
16 - "Rearviewmirror" ("Vs")
Primeiro Bis:
17 - "Just Breathe" ("Backspacer")
18 - "Come Back" ("Pearl Jam")
19 - "I Believe In Miracles" (cover dos Ramones)
20 - "State Of Love And Trust" (da trilha sonora do filme "Singles")
21 - "Of The Earth" (canção sem disco)
22 - "Do The Evolution" ("Yield")
23 - "Jeremy" ("Ten")
Segundo Bis:
24 - "Mother" (cover do Pink Floyd - "The Wall")
25 - "Better Man" ("Vitalogy")
26 - "Black" ("Ten")
27 - "Alive" ("Ten")
28 - "Rockin' In The Free World" (cover de Neil Young)
29 - "Indifference" ("Vs")
30 - "Yellow Ledbetter" (single)

Alguns vídeos que gravei do show:
"Given To Fly":

"Immortality":

"Do The Evolution":

"Mother":

"Rockin' In The Free World":


Depois de tantos shows em 2011, qual você achou que foi o melhor? Em breve, faremos uma retrospectiva dos shows deste grande ano. Fique ligado pelas redes sociais: TwitterFacebookTumblr. Rock na veia!!


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...