Pesquisar neste blog:

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Accept - The Rise Of Chaos

Vamos falar sobre "The Rise Of Chaos", o novo álbum do Accept, lançado no começo do mês passado (4 de agosto de 2017), o primeiro registro da nova formação da banda, com os membros Uwe Lulis e Christopher Williams. Vamos lá!

No final de 2014, após o lançamento do álbum "Blind Rage" (que alcançou o primeiro lugar na parada alemã), e após uma turnê pela Europa, Japão e Austrália, o Accept anunciou a saída de dois membros da banda: o guitarrista Herman Frank e o baterista Stefan Schwarzmann. Os novos integrantes só foram anunciados em abril do ano seguinte, pouco antes da banda cair na estrada novamente, quando passou pelo Rio de Janeiro (abrindo para o Judas Priest) e São Paulo (onde tocou no segundo dia do festival Monsters of Rock). Eram eles: o guitarrista Uwe Lulis, ex-membro do Grave Digger; e o baterista Christopher Williams. Aliás, esta mesma formação voltou ao Brasil em 2016 para mais shows em diversas cidades (Rio de Janeiro incluído; confira a resenha para este show aqui).

Como aconteceu com os três álbuns anteriores gravados com Tornillo, "The Rise Of Chaos" também foi produzido por Andy Sneap (Andy foi guitarrista da banda de thrash metal inglesa Sabbat). Andy tem sido um dos produtores mais requisitados atualmente na cena heavy metal, já tendo produzido discos de grandes bandas como Saxon, Testament, Exodus, Megadeth e Kreator (ele está produzindo o novo álbum do Judas Priest - tremenda responsa!!). Mais uma vez, Andy acertou a mão e fez um belo trabalho na produção, realçando as qualidades da banda.

Foto da formação atual da banda, presente no encarte do novo álbum
O álbum já abre chutando traseiros com "Die By The Sword", um belo riff, refrão ganchudo, heavy metal clássico e típico da banda, na ativa por quase quarenta anos. Musicalmente, o álbum não traz novidades, apenas o bom e velho heavy metal da banda, muito energético, grandes riffs, aquela influência clássica na guitarra, cortesia de Wolf Hoffman, e refrães ganchudos, melódicos no ponto certo, sem cair para um som comercial. E é o que temos na próxima canção, "Hole In The Hand". A faixa-título, primeira canção do novo disco liberada pela banda, traz todas as características já citadas e capricha no peso. "Koolaid" é uma das melhores do álbum, uma levada ao melhor estilo AC/DC, riff introdutório marcante e um refrão mais que pegajoso, daqueles que não sai da cabeça. Se não temos novidades musicais, temos qualidade nas composições, e conforme você vai escutando o álbum, você vai curtindo ele mais e mais.

Outro grande destaque do álbum é a faixa "Analog Man", uma canção totalmente vibrante, com uma levada que te convida a bater cabeça o tempo inteiro. Além de termos outro refrão ganchudo, temos uma letra que é uma verdadeira ode aos dinossauros roqueiros que não se adaptaram completamente a este mundo digital que vivemos atualmente e curtem o bom e velho vinil (e aí, se identificou?). Outras músicas do disco, como "Worlds Colliding" e "Carry The Weight", caminham nesta toada, com belos refrães para você cantar, riffs empolgantes para você bater cabeça, tudo que você precisa encontrar num belo álbum de heavy metal. Como um dos principais nomes do gênero, o Accept não se arrisca em modernices e entrega outro belo disco de metal para seus fãs. Agora é só esperar os shows da banda - já estão marcados no Brasil seis shows passando por diversas capitais. Aproveite enquanto os grandes nomes do metal estão excursionando e prestigiem eles. Não durarão para sempre!

Relação de Músicas:
1 - "Die By The Sword"
2 - "Hole In The Head"
3 - "The Rise Of Chaos"
4 - "Koolaid"
5 - "No Regrets"
6 - "Analog Man"
7 - "What's Done Is Done"
8 - "Worlds Colliding"
9 - "Carry The Weight"
10 - "Race To Extinction"

Alguns vídeos:
"The Rise Of Chaos":


"Koolaid":

"Die By The Sword" ao vivo no festival Wacken deste ano:


Um abraço rock and roll e até a próxima resenha!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...