Pesquisar neste blog:

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Testament - Brotherhood Of The Snake

O Testament está de volta com um novo álbum de estúdio, "Brotherhood Of The Snake", lançado no final de outubro de 2016 pela Nuclear Blast. Terceiro disco de estúdio após o retorno da formação clássica da banda, ele mantém o grupo em alta rotação e reforça a boa fase do Testament. Vamos conferir como está o álbum agora!

Paramos com o Testament, aqui no blog, no final de 2013, quando eles tinham acabado de lançar o álbum ao vivo "Dark Roots Of Thrash" (confira aqui a resenha para este disco). No finalzinho do post, tava lá a notícia da saída de Greg Christian da banda. Para seu lugar, o retorno de Steve Di Giorgio, que tinha feito parte da banda de 1998 a 2004, e acabou saindo exatamente para o retorno de Greg e da formação clássica. Bola pra frente, a banda continuou excursionando e chegou a passar pelo Brasil com esta nova formação em novembro de 2015 (confira aqui a resenha para o show deles ao lado do Cannibal Corpse, no Circo Voador).

A atual formação da banda: Eric Peterson, Alex Skolnick, Steve Di Giorgio, Chuck Billy e Gene Hoglan

Conforme noticiado na mídia especializada, Eric Peterson compôs quase todo o álbum - Alex Skolnick entra de parceiro em apenas duas das dez canções. Apesar de não contribuir tanto nas composições, Alex caprichou nos solos, que estão muito bem harmonizados nas canções. Não temos canções tão longas como no disco anterior; todas são diretas ao ponto, assim como o álbum como um todo, conciso e preciso no seu ataque. O trabalho da cozinha da banda, formada por Gene Hoglan e o já citado Di Giorgio (a dupla já tinha trabalhado junto no álbum "Individual Thought Patterns", do Death), é digno de nota, contribuindo fundamentalmente para a precisão e técnica das canções. As letras foram escritas pelo vocalista Chuck Billy, que afirmou em entrevista ter buscado inspiração na série de TV "Ancient Aliens", que mostra a hipótese de antigos astronautas (ou alienígenas) terem visitado a Terra na época pré-histórica e terem ajudado no desenvolvimento científico do planeta.

O álbum começa absolutamente avassalador com a faixa-título, um daqueles arrasa-quarteirões que te faz agitar e bater cabeça como se não houvesse amanhã. E segue em grande estilo, apesar de mais cadenciado, na faixa seguinte, "The Pale King". "Stronghold" acelera novamente, e o álbum segue até o fim nesta pegada, ora bem acelerado, ora mais cadenciado e trabalhado. Acelerando o álbum temos, além das duas já citadas, a matadora "Centuries Of Suffering", "Black Jack", "Canna-Business" (esta canção tem a letra fugindo da temática citada acima e exaltando o crescente - e agora legalizado nos EUA - ramo empresarial envolvendo maconha) e "The Number Game". Seguindo a linha mais cadenciada, trabalhada, clássica da banda, temos a já citada "The Pale King", "Seven Seals", "Born In A Rut""Neptune's Spear". Entre o acelerado e o cadenciado, ficamos com o disco todo, um dos grandes lançamentos do ano de 2016 (devidamente citado na retrospectiva 2016 do blog). 

O álbum conseguiu alcançar a 20ª posição na parada norte-americana, segunda melhor posição da banda na parada (perde somente para o álbum anterior, "Dark Roots Of Earth", que alcançou a 12ª posição). Para promover este álbum, o Testament já está com toda uma turnê agendada nos EUA, nos meses de abril e maio (em fevereiro, a banda tocará algumas datas no Japão). Ao lado da banda, dois grandes grupos: Sepultura e Prong. Uma turnê que promete! Junho, julho e agosto devem ficar reservados para os diversos festivais europeus de verão, então a partir de setembro podemos torcer para uma turnê sul-americana. Quem sabe uma participação em um certo festival que acontece neste mesmo mês de setembro? Fica a teu cargo, Medina!

Atualização em 16 de agosto de 2017: o Testament veio antes do antecipado, com uma turnê no final de agosto!

Flyer da turnê ao lado de Sepultura e Prong
Relação das músicas:
1 - "Brotherhood Of The Snake"
2 - "The Pale King"
3 - "Stronghold"
4 - "Seven Seals"
5 - "Born In A Rut"
6 - "Centuries Of Suffering"
7 - "Black Jack"
8 - "Neptune's Spear"
9 - "Canna-Business"
10 - "The Number Game"

Alguns vídeos:
"Brotherhood Of The Snake":


"The Pale King":


"Stronghold":


Um abraço rock and roll e até a próxima resenha!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...