Pesquisar neste blog:

domingo, 1 de dezembro de 2013

Retrospectiva 2013 - os principais lançamentos

Vamos começar a retrospectiva 2013 com esta primeira parte que vai percorrer os principais lançamentos do ano. Muita coisa boa lançada! No final, farei a escolha dos cinco melhores lançamentos - confira!!

Anthrax - "Anthems" - este EP traz uma série de covers muito boas que o Anthrax liberou no começo do ano, com destaque para as versões dos clássicos do AC/DC, Boston e Cheap Trick. Leia a resenha sobre este EP aqui.

David Bowie - "The Next Day" - depois de dez anos sem nenhum álbum de inéditas, David Bowie lançou este novo disco logo no comecinho de março e agitou bastante o mundo do entretenimento. Grande sucesso de crítica, também conseguiu chegar ao primeiro lugar na parada britânica e ao segundo lugar na parada norte-americana. A volta do camaleão do rock em 2013!

Eric Clapton - "Old Sock" - este álbum de Eric Clapton trouxe o conceito de juntar covers de artistas diversos, canções que Clapton curtia nos seus tempos de jovem, e também algumas homenagens, como no caso de "Still Got The Blues", de Gary Moore, minha preferida do álbum. Muitas participações enriquecem o disco, incluindo Paul McCartney, o falecido J.J. Cale (uma de suas últimas gravações), Taj Mahal e Steve Winwood. Outro grande álbum do deus da guitarra! (confira a resenha deste disco aqui)

Joe Bonamassa - "An Acoustic Evening At The Vienna Opera House" - o workaholic Joe Bonamassa fez alguns lançamentos em 2013: um álbum de funk/jazz/soul (com o projeto Rock Candy Funk Party), um álbum com Beth Hart (ver mais abaixo), este álbum acústico gravado em Viena, Áustria, e recentemente lançou um pacote com quatro DVDs, de shows gravados em Londres. Sobre este acústico, só preciso falar que é um dos mais maravilhosos que já vi nesse formato! Técnica apurada, arranjos de extremo bom gosto e qualidade e um repertório de primeira, varrendo quase toda a carreira de Joe. O naipe dos músicos também é impressionante. Por isso, considero este um dos principais lançamentos de 2013 - está presente no meu Top 5!! (confira a resenha completa sobre este CD/DVD aqui)

Saxon - "Sacrifice" - outro belo álbum destes britânicos que se mantém na ativa por mais de 30 anos. É quase certeza de se comprar um disco da banda e obter um registro de qualidade. Neste álbum, destaque para a faixa-título, minha preferida. A banda aproveitou e promoveu o lançamento deste novo petardo com um show aqui no Brasil, em São Paulo, março, mesmo mês do lançamento do álbum. Que venham mais vezes e sejam escalados para um festival, é garantia de um grande show!

Deep Purple - "Now What?!" - depois de oito anos sem lançar um álbum de inéditas, os veteranos resolveram voltar a gravar em estúdio. Recrutaram o produtor Bob Ezrin (Alice Cooper, Kiss, Pink Floyd) para saírem de sua zona de conforto, e gravaram o melhor álbum do Deep Purple em uns 15 anos - pelo menos foi o que achei, depois de escutar diversas vezes o disco. Extremamente bem produzido, ponto positivo para a escolha de Ezrin como produtor, e muito bem tocado, Steve Morse e, principalmente, Don Airey totalmente entrosados com os membros mais antigos. Ian Gillan também está cantando muito bem, vale ressaltar. Destaque para as canções "Hell To Pay", "Uncommon Man", "All The Time In The World" e "Vincent Prize", sem desmerecer as demais, o álbum todo tem um nível de qualidade elevado. Agora, falta os velhinhos voltarem ao Brasil para mostrar este novo trabalho - serão, como sempre, muito bem-vindos!!

Joe Bonamassa e Beth Hart - "Seesaw" - como já falei mais acima, Joe Bonamassa não para. No começo do ano, gravou este álbum com Beth Hart, segundo desta parceria. Como no disco anterior, ele é todo composto de regravações de grandes clássicos do blues, soul e jazz, passando por canções de artistas como Louis Armstrong, Etta James e Aretha Franklin, dentre outros. Destaque para a canção "Nutbush City Limits", regravação de um sucesso de Ike & Tina Turner, e a faixa-título, regravação de Aretha Franklin. Espero que a dupla continue a gravar junto, tem dado muito certo. E se animem a tocar aqui no Brasil também. Joe já veio por duas vezes, que traga Beth com ele da próxima vez! (confira tudo sobre este álbum e o último disco de Beth aqui)

Joe Satriani - "Unstoppable Momentum" - 2011 foi o ano que Joe Satriani dedicou ao Chickenfoot, sua banda com Sammy Hagar, Michael Anthony e Chad Smith. Em 2012, ele se dedicou ao G3, aquela turnê com três guitarristas dividindo o palco no final (passou no Brasil, confira a resenha do show no Rio de Janeiro aqui). E este ano de 2013 acabou sendo o ano dedicado a sua carreira solo, com o lançamento deste novo álbum de inéditas no mês de maio. Para este disco, ele chamou o baixista Chris Chaney (atualmetne no Jane's Addiction), o baterista Vinnie Colaiuta (tocou com Jeff Beck, Frank Zappa, Sting) e manteve Mike Keneally e o produtor Mike Fraser. O resultado não foge muito dos álbuns anteriores de sua carreira solo: canções instrumentais bem executadas, solos de qualidade, enfim, todas as características que são marca registrada de Satriani. Destaque para a faixa-título e as canções "A Door Into Summer" e "Shine On American Dream". Ele está excursionando para promover este álbum e é possível que ele dedique o próximo ano ao Chickenfoot novamente - torcemos por uma turnê no Brasil!

Black Star Riders - "All Hell Breaks Loose" - para quem não sabe, o Black Star Riders é a banda formada pelos membros restantes que vinham excursionando como Thin Lizzy, trocando o baterista Brian Downey por Jimmy DeGrasso. Resolveram formar uma nova banda para compor novo material e não manchar a história da antiga banda. O resultado, produzido por Kevin Shirley, é um belíssimo álbum, com grandes influências da banda original e composições fortes e inspiradas. Destaque para "Bound For Glory" e "Kingdom Of The Lost". Se este não fosse um ano com tantos lançamentos excelentes, este estaria com certeza no meu Top 5. Só que esse ano a concorrência está acirrada... (clique aqui e confira a resenha completa sobre este lançamento)

Alice In Chains - "The Devil Put Dinosaurs Here" - este lançamento da banda de Seattle conseguiu chegar ao segundo lugar da parada americana, a melhor posição para eles desde 1995. O álbum manteve mais ou menos a fórmula do anterior, pegada pesada, muitas vezes arrastada, com momentos acústicos e muita qualidade nas melodias e harmonias. Destaque para as faixas "Stone", "Voices", "Phantom Limb" e "Choke". A banda excursionou bastante para promover este disco, incluindo show no Rock In Rio e outros no Brasil. Confira mais detalhes sobre este lançamento neste post passado do blog!

Megadeth - "Super Collider" - os últimos álbuns do Megadeth estão me passando a impressão de serem feitos com pressa, sem a devida seleção ou amadurecimento das composições. Assim, temos canções fantásticas junto a composições mais fracas, e o resultado geral acaba ficando a desejar. Este álbum me passou exatamente esta impressão: apesar de contar com canções ótimas, como a abertura com "Kingmaker", "Built For War" e a cover do Thin Lizzy "Cold Sweat", apresenta algumas faixas de nível abaixo do que se espera de Dave Mustaine e cia. No final das contas, considerei este um álbum mediano. A banda esteve no Brasil abrindo para o Black Sabbath, e você vai conferir tudo sobre os shows de 2013 na segunda parte da retrospectiva!

Black Sabbath - "13" - eles anunciaram a reunião em novembro de 2011, porém a descoberta de linfoma em Tony Iommi atrapalhou os planos da banda, e uns pouquíssimos shows ocorreram em 2012. Em 2013, após um bem-sucedido tratamento, a banda foi pro estúdio com o produtor Rick Rubin e gravou o primeiro álbum de inéditas com Ozzy desde 1978! A expectativa estava muito alta e correspondeu bastante quando tivemos acesso: os pais do heavy metal soltaram oito petardos a altura de sua história, com a já conhecida qualidade nos riffs de Tony Iommi, Geezer Butler como sempre se superando no baixo e Ozzy fazendo um bom trabalho, sem comprometer. Para a bateria, Brad Wilk, do Rage Against The Machine. Destaque para as faixas "God Is Dead?", "Loner" e "Live Forever". Com disco lançado, a banda caiu na estrada e até veio ao Brasil com Ozzy pela primeira vez, nos presenteando com um show maravilhoso. Mas este é assunto para o próximo post da retrospectiva! (confira a resenha deste álbum aqui)

Judas Priest - "Epitaph" - este DVD, lançado no finalzinho de maio lá fora e por volta de julho aqui no Brasil, traz o último show da Epitaph World Tour, realizado em Londres, em maio de 2012. Quando essa turnê começou, todo um papo de última turnê, de despedida, foi falado, mas a banda já promete mais um álbum de inéditas, turnê para promover e tal... O importante é que o DVD traz o show completinho, e foi um puta show, com repertório abrangendo todos os discos da banda. Quem não foi nos shows da turnê, que passou em setembro de 2011 por aqui, tem aí a oportunidade de assistir a este grande espetáculo. Vale a pena! (confira a resenha sobre este DVD aqui)

Motörhead - "Aftershock" - Lemmy tem atravessado problemas de saúde, adiou diversos shows marcados na Europa, mas ele e sua trupe soltaram um novo álbum de grande qualidade. Com um trabalho impecável de guitarra de Phil Campbell, o disco conseguiu chegar à 22ª posição na parada americana, a mais alta da carreira da banda. Destaque para as canções "Lost Woman Blues", "End Of Time" e "Queen Of The Damned". Este álbum foi lançado em uma edição especial da revista Classic Rock (lá fora, claro), com diversas entrevistas incluídas. Precisamos curtir os atuais momentos do Motörhead, o chefão já não está mais na flor da idade e pode se aposentar em breve!! (confira aqui a resenha completa deste álbum)

Dream Theater - "Dream Theater" - este novo lançamento dos baluartes do heavy metal progressivo tem sido um sucesso de público e crítica. Muito bem recebido, tem demonstrado que o novo baterista Mike Mangini já está completamente integrado à banda e também está contribuindo ativamente para o processo de composição. O álbum chegou à sétima posição da parada americana, uma posição acima com relação ao lançamento anterior (a posição mais alta que o Dream Theater chegou na parada americana foi o sexto lugar do disco "Black Clouds & Silver Linings"). Destaque para a faixa de abertura "False Awakening Suite", a nervosa faixa "The Enemy Inside", "Behind The Veil" e a longa "Illumination Theory", mas as demais também esbanjam qualidade. A banda vai provando que existe vida bastante produtiva após a saída de Mike Portnoy...

Sepultura - "The Mediator Between Head And Hands Must Be The Heart" - para este novo álbum, o Sepultura se reuniu novamente com Ross Robinson, o mesmo produtor de "Roots". O disco ainda contou com a participação especial de Dave Lombardo na faixa "Obsessed". Foi o primeiro álbum gravado com o baterista Eloy Casagrande, que tem um desempenho muito bom. Comercialmente, os álbuns do Sepultura não vem conseguindo resultados muito bons, com posições nas paradas cada vez mais baixas. Entretanto, musicalmente, a banda continua nos presenteando com discaços: este aqui é uma coleção de temas apocalípticos, com a banda flertando com estilos mais extremos do heavy metal, músicas na velocidade da luz, riffs incendiários com Derrick Green urrando tudo que pode e o baterista Eloy largando o braço com toda força. Destaque para as canções "Trauma Of War""The Vatican" (crítica à Igreja Católica), "The Age Of The Atheist" e a cover "Da Lama Ao Caos", do Chico Science & Nação Zumbi e com Andreas Kisser fazendo o vocal. Uma pena que o sucesso comercial não tem acontecido plenamente para esta nova fase da banda, eles estão merecendo!!

Pearl Jam - "Lightning Bolt" - o Pearl Jam se mantém bastante produtivo, excursionando bastante e, no final deste ano, soltou mais um álbum de inéditas, o décimo na carreira da banda. Sem mudanças bruscas, manteve a sonoridade já conhecida e a qualidade das composições alta, liderada pelas letras de Eddie Vedder e o trabalho da dupla de guitarristas Mike McCready e Stone Gossard. Destaques para a faixa de abertura, "Getaway"; o primeiro single do disco, "Mind Your Manners";  e a lentinha "Sirens", lindíssima. Aliás, o álbum todo tem um nível elevado de qualidade. Este foi o quinto álbum de estúdio da banda a alcançar o topo da parada americana, repetindo a marca do disco anterior, "Backspacer". A banda já está a todo vapor excursionando pelos EUA para promover este álbum!

E os cinco melhores lançamentos de 2013, para o blog Ripando a História do Rock, são os seguintes (não estão na minha ordem de preferência, estão em ordem alfabética do nome da banda):
1 - Alice In Chains"The Devil Put Dinosaurs Here"
2 - Black Sabbath"13"
3 - Deep Purple"Now What?!"
4 - Joe Bonamassa"An Acoustic Evening At The Vienna Opera House"
5 - Motörhead"Aftershock"

E você, quais lançamentos mais gostou neste ano de 2013? Deixe seus preferidos nos comentários!! Até o próximo post com a retrospectiva dos shows deste ano. Grande abraço e boas festas!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...