Pesquisar neste blog:

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Dose dupla de Beth Hart

Este post vai falar sobre dois álbuns recentes que contam com os talentos vocais de Beth Hart: primeiro, seu mais recente da carreira solo, "Bang Bang Boom Boom"; depois, o segundo disco da parceria com Joe Bonamassa, "Seesaw". Dois grandes petardos!!

Beth Hart é uma cantora norte-americana originária de Los Angeles, com oito álbuns na bagagem (sendo um desses ao vivo). Tem apenas 41 anos, e seu maior sucesso aconteceu em 1999, com o single "L.A. Song (Out Of This Town)", que chegou ao Top 5 da parada americana. Com o sucesso veio a pressão, vício em drogas, necessidade de internação em clínicas e uma carreira promissora parecia indo para o ralo... Aos poucos, ela se recuperou: se livrou do vício, voltou a gravar álbuns e excursionar, pavimentando uma base de fãs (chegou a gravar uma canção com Slash para seu álbum solo; o guitarrista retribuiu o favor em um álbum da cantora). Até que ela conheceu Joe Bonamassa e eles resolveram gravar juntos um álbum de covers. A carreira da cantora deu uma guinada, com o sucesso deste disco (chegou na posição de número 22 na parada inglesa), e agora falaremos sobre seus mais recentes lançamentos: o álbum mais recente de sua carreira solo e o segundo da parceria com Bonamassa. Vamos lá!
(fontes: Wikipedia e site da cantora)

Beth aproveitou a parceria iniciada no álbum "Don't Explain" com Joe Bonamassa e continuou a trabalhar com o produtor Kevin Shirley em sua carreira solo. A banda que toca com Beth neste álbum é composta por Randy Flowers (guitarra), Michael Rhodes (baixo) e alguns membros que costumam gravar com Bonamassa: Anton Fig (bateria), Arlan Schierbaum (teclados) e Lenny Castro (percussão - veja o post sobre o álbum acústico de Bonamassa). Até mesmo o próprio Joe faz uma participação especial na canção "There In Your Heart". Lançado em outubro do ano passado na Europa e só em abril deste ano nos EUA, o álbum é talvez o mais forte na carreira da cantora. A abertura do álbum se dá com "Baddest Blues", e como o nome da canção já diz, um blues pra lá de mal, triste, arrastado, na verdade uma grande performance de Beth e de sua banda. Outro destaque é "Better Man", pegada blues rock de primeira que se casa muito bem com a voz de Beth. "Caught Out In The Rain" é outro blues lentinho delicioso, assim como "With You Everyday""There In Your Heart", que, como já falamos, tem a participação de Bonamassa. Minha preferida do álbum é "Thru The Window Of My Mind", uma melodia contagiante e belíssima com sua levada ao piano pela própria Beth. Já a que menos gostei foi "The Ugliest House On The Block", um pop insosso que não acrescenta nada ao álbum. Para fechar em grande estilo, a versão americana traz uma faixa bônus: a performance de Beth Hart junto a Jeff Beck, cantando "I'd Rather Go Blind" ao vivo em um evento em homenagem a Buddy Guy. Performance arrasadora, até os Obama (presentes ao evento) devem ter aplaudido de pé! Resumindo: Beth, com este álbum, subiu diversos degraus em sua carreira e merece nosso respeito pela grande cantora que é. Mas espere, que ainda temos outro petardo que ela gravou com Joe mais abaixo...

Relação de músicas do álbum:
1 - "Baddest Blues"
2 - "Bang Bang Boom Boom"
3 - "Better Man"
4 - "Caught Out In The Rain"
5 - "Swing My Thing Back Around"
6 - "With You Everyday"
7 - "Thru The Window Of My Mind"
8 - "Spirit Of God"
9 - "There In Your Heart"
10 - "The Ugliest House On The Block"
11 - "Everything Must Change"
12 - "I'd Rather Go Blind"

Alguns vídeos:
"Baddest Blues":

"Caught Out In The Rain":

"Thru The Window Of My Mind":

"I'd Rather Go Blind", ao vivo com Jeff Beck:

-----------------------------------------------------------------------------------------

"Seesaw" é o segundo álbum da parceria entre Beth Hart e Joe Bonamassa. Composto inteiramente por regravações de grandes canções de artistas dos mais variados, conta com a tradicional equipe de músicos e produtores que costuma gravar com Bonamassa: o produtor Kevin Shirley e os músicos Anton Fig (bateria), Carmine Rojas (baixo) e Arlan Schierbaum (teclados), acrescidos de Blondie Chaplin, que já tinha tocado no álbum anterior da parceria (guitarra rítmica e backing vocals, já tocou nos Beach Boys e com os Rolling Stones). O repertório do álbum passeia pelo jazz, soul e blues com desenvoltura e nos proporciona excelentes momentos da cantora e do guitarrista. Meus destaques ficam para a cover de Ike & Tina Turner "Nutbush City Limits", com uma pegada mais roqueira onde Beth se supera; em "I Love You More Than You'll Ever Know", a mais longa do disco, o destaque é a pegada blues lentinha deliciosa, com a guitarra de Bonamassa brilhando; "Rhymes" e a faixa-título parecem parte da trilha sonora dos Blues Brothers, aquela pegada r & b poderosa (não à toa, a faixa-título é uma regravação de uma canção de Aretha Franklin, que participa do filme dos irmãos cara de pau...); pra encerrar, "Strange Fruit", outro grande destaque, mais uma de pegada suave, cheia de feeling, pra fechar o disco com chave de ouro. Uma deliciosa audição do começo ao fim, posso lhes assegurar: qualidade musical é o que não falta neste grande álbum.

A dupla realizou uma pequena excursão pela Europa no mês de junho deste ano (na Wikipedia, temos a informação que alguns shows seriam gravados para o lançamento de um DVD). Espero que Joe e Beth lembrem do nosso Brasil varonil e aproveitem o bom momento econômico para uma esticadinha aqui para alguns shows. Seria fantástico conferir ao vivo todos esses clássicos na bela interpretação de Beth e com o talento musical de Joe!

Relação de músicas do álbum:
1 - "Them There Eyes"
2 - "Close To My Fire"
3 - "Nutbush City Limits"
4 - "I Love You More Than You'll Ever Know"
5 - "Can't Let Go"
6 - "Miss Lady"
7 - "If I Tell You I Love You"
8 - "Rhymes"
9 - "A Sunday Kind Of Love"
10 - "Seesaw"
11 - "Strange Fruit"  

Alguns vídeos:
"Nutbush City Limits":

"Rhymes":

"Strange Fruit":

Curta e se delicie com a voz desta excelente cantora!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...