Pesquisar neste blog:

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

O Rock In Rio está chegando - Dia 02/10 - System of a Down

O Rock In Rio está chegando: começa no final da semana que vem, e este post vai falar de mais uma das bandas escaladas para o evento. Depois de falarmos do Slipknot em um post anterior, desta vez falaremos de uma banda escalada para o dia 02/10 (último dia do festival) - o System of a Down.

System of a Down em ação ao vivo. Foto: Wikipedia

O SOAD (acrônimo formado pela primeira letra de cada palavra do nome da banda) se formou no ano de 1994, na California, por descendentes de armênios. Este nome doido para uma banda surgiu de um poema de um de seus integrantes, chamado "Victims of the Down". Eles trocaram a palavra "Victims" por "System", segundo a Wikipedia, para que o nome atingisse uma maior audiência e também para que seus discos ficassem catalogados próximos de seus heróis musicais, o Slayer. Vamos aos membros da banda: Serj Tankian (vocais); Daron Malakian (guitarra); Shavo Odadjian (baixo) e John Dolmayan (bateria).

Definir o som da banda é um tremendo desafio, dadas as mais variadas influências e a musicalidade diversa do grupo. Muitos tentam rotulá-los como metal alternativo, nu metal, heavy metal experimental. Mas eu fico com a definição que um grande amigo meu fez: "uma excelente mistura de Slayer com Dead Kennedys". Claro que toda a musicalidade da banda não pode ser definida como a mistura de apenas duas bandas, mas dá pra ter uma boa ideia da doideira que te espera escutar um disco do SOAD. O que importa é que o som do grupo foi um sopro de inovação na esgotada cena heavy metal e chamou bastante a atenção dos fãs. Chamou a atenção também de Rick Rubin (lembra dele no post passado? pois é, este é antenado mesmo...), que após escutar demos da banda, os contratou para seu selo e também produziu os álbuns do grupo.

Capa do primeiro disco da banda
A discografia da banda começa em 1998, com seu disco homônimo. Um álbum em que a banda ainda estava desenvolvendo o seu som característico (a tal salada musical que falamos acima), um disco direcionado por riffs de guitarra, com mais peso que os demais; acho que Rubin tentou deixar eles meio crus e o disco acabou um pouco áspero (se é que se pode qualificar um disco com este adjetivo...). Mas as composições tem força e duas delas, "Sugar" e "Spiders" (uma lentinha bem legal, pena não estar incluída no set list abaixo), com seus vídeos na MTV, e a banda fazendo diversos shows em turnê própria ou abrindo para gigantes como Slayer e Metallica, abriram o caminho da banda, que se tornou bastante conhecida. Estava pavimentado o caminho para o sucesso...

O multi-platinado disco "Toxicity"
Em 2001, a banda passou boa parte (março a julho) gravando o sucessor de seu primeiro disco, novamente com o chefão da gravadora como produtor. "Toxicity" foi lançado no comecinho de setembro de 2001, e mesmo após os acontecimentos de 11 de setembro (queda das Torres Gêmeas - o primeiro single do disco, "Chop Suey!", tem letras com conteúdo político - especialmente o refrão - e depois dos atentados a música foi removida da programação das rádios americanas), o álbum permaneceu um sucesso estrondoso, atingiu o topo das paradas e já vendeu 12 milhões de cópias. O sucesso deste álbum é mais do que merecido: neste disco, Rubin acertou a mão completamente, a produção elevou ainda mais o nível de qualidade das composições, a mescla de estilos se torna evidente e é executada com maestria. Certamente um dos melhores discos da década passada. Os grandes destaques para mim são as canções "Prison Song", "Needles""Bounce", "Psycho""Toxicity". Na verdade o disco todo é um grande destaque!

O disco de sobras de gravação que mais parece um CD pirata
Após excursionar bastante para promover o disco, a banda resolveu lançar um álbum com restos das gravações do último disco - lançou para ganhar algum, já que estas gravações tinham vazado algum tempo antes e já estavam circulando pela Internet. É o "Steal This Album!", um disco sem capa, parece até um CD pirata (ver capa acima)! Apesar do acabamento tosco, os restos de gravação tem grande qualidade e mostram a fase inspirada que a banda estava passando. Destaco as canções "Inner Vision", "Boom!" (com vídeo protestando contra a Guerra no Iraque e gravado pelo cineasta Michael Moore), "Pictures" e "Roulette".

Os dois discos lançados em 2005: ambos chegaram ao topo da parada americana.
Em 2004, a banda começou a trabalhar no seu próximo projeto, entrando na famosa mansão de Rick Rubin (já citada no post anterior do Slipknot, confira aqui). O projeto consistia em lançar dois discos, com apenas seis meses de separação entre o lançamento de um e outro: maio e novembro de 2005. "Mezmerize" e "Hypnotize" alcançaram grande sucesso, com ambos chegando ao topo da parada americana (a banda repetiu o feito de Beatles, Guns N' Roses e outros de ter dois discos no topo da parada americana no mesmo ano). Musicalmente, ambos os discos continuam a excelente fase que a banda iniciou com "Toxicity", com composições fortes, produção caprichada, diversidade de estilos que levaram a trabalhos muito bons. Destaco "B.Y.O.B.", "Revenga", "Cigaro", "Hypnotize", "Lonely Day". Além de sempre ter sido o principal compositor da banda, o guitarrista Daron Malakian assumiu mais os vocais nestes dois registros, se destacando na liderança da banda.

Em 2006, a banda decidiu parar indefinidamente. Deram um tempo para cada um seguir seu caminho, os famosos projetos paralelos que aliviam a tensão de um longo relacionamento (a banda estava junta há mais de dez anos!). O vocalista Serj Tankian lançou um disco solo, o guitarrista Daron Malakian e o baterista John Dolmayan formaram a banda Scars On Broadway, e o baixista Shavo Odadjian também criou um projeto paralelo. Felizmente, a parada para espairecer acabou a tempo da banda confirmar sua presença no Rock In Rio 2011: eles tocarão no dia 02/10, antes da Axl Rose Band, oops!, digo, Guns N'Roses... Outros shows na América do Sul foram anunciados também: 01/10 em São Paulo (Chácara do Jóquei); 05/10 em Buenos Aires, Argentina e 07/10 em Santiago, Chile.

System of a Down ao vivo: a dupla Serj Tankian e Daron Malakian na linha de frente,
com o baterista John Dolmayan ao fundo
Vejamos um set list de um show recente do System of a Down em Moscou (último show da parte européia da turnê. Entre parênteses o disco ao qual a música pertence):

1 - "Prison Song" ("Toxicity")
2 - "Soldier Side - Intro" ("Mezmerize")
3 - "B.Y.O.B." ("Mezmerize")
4 - "I-E-A-I-A-I-O" ("Steal This Album!")
5 - "Needles" ("Toxicity")
6 - "Deer Dance" ("Toxicity")
7 - "Radio/Video" ("Mezmerize")
8 - "Hypnotize" ("Hypnotize")
9 - "Question!" ("Mezmerize")
10 - "Suggestions" ("System of a Down")
11 - "Psycho" ("Toxicity")
12 - "Chop Suey!" ("Toxicity")
13 - "Lonely Day" ("Hypnotize")
14 - "Bounce" ("Toxicity")
15 - "Kill Rock 'n' Roll" ("Hypnotize")
16 - "Lost In Hollywood" ("Mezmerize")
17 - "Forest" ("Toxicity")
18 - "Science" ("Toxicity")
19 - "Aerials" ("Toxicity")
20 - "Roulette" ("Steal This Album!")
21 - "Tentative" ("Hypnotize")
22 - "Cigaro" ("Mezmerize")
23 - "Suite-Pee" ("System of a Down")
24 - "War?" ("System of a Down")
25 - "Toxicity" ("Toxicity")
26 - "Sugar" ("System of a Down")

Temos aqui um set list longo e abrangente, tocando grande parte do disco de maior sucesso da banda, "Toxicity", além de incluir canções dos demais discos. Como o System não será a atração principal da noite em que tocam no Rock In Rio, talvez tenhamos uma redução de músicas no repertório, mas o pessoal de São Paulo deve ter mais ou menos este belo conjunto de músicas. 

Alguns vídeos da banda ao vivo - vejam mais ou menos o que teremos no começo de outubro aqui no Brasil:
"Chop Suey!":

"Psycho":

"Cigaro":

"Prison Song" / "B.Y.O.B." (vídeo grande com cenas de Vancouver, local do show e dos momentos que antecederam o início do show):



Lembrando a escalação do dia 02/10:
Palco Mundo (principal): Detonautas, Pitty, Evanescence, System of a Down e Guns N' Roses. Neste palco os shows começam às 19h.
Palco Sunset (secundário, onde os encontros acontecerão): The Monomes + David Fonseca, Mutantes + Tom Zé, Titãs + Xutos & Pontapés e Marcelo Camelo + The Growlers. Neste palco os shows começam às 14:40. Informações obtidas do site do Rock In Riohttp://www.rockinrio.com.br

Acompanhe as novidades do blog nas redes sociais: TwitterFacebookTumblr. No próximo post falaremos sobre o show do Deus da guitarra, Eric Clapton. Até lá!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...